terça-feira, 27 de outubro de 2015

Não feche as portas. Não queime as pontes.

Quando um profissional vai deixar um emprego, seja por ter aceito uma proposta mais vantajosa, seja por uma demissão, é importante que as "portas" sejam mantidas abertas, e que as "pontes" sejam mantidas em condição de travessia. Não só porque pode-se precisar voltar aquele emprego, mas também porque aqueles contatos poderão ser bons divulgadores de suas competências.

«« LOCALIZAR »»