quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Liderança: A Igreja Católica acertou!

Desde o ano passado, o argentino Jorge Mario Bergoglio lidera a Igreja Católica sob o nome de Francisco. E desde então, tem promovido uma intensa mudança de mentalidade na instituição, muito mais profunda do que simplesmente ser o primeiro latino americano a ocupar o cargo.

A eloquência das ações do Papa Francisco ganha ainda mais importância quando comparado com seu antecessor, que já destaquei aqui neste blog como sendo exatamente um exemplo de falta de liderança. Não se trata de mera implicância com Joseph Ratzinger. Basta observar as reações do público ao novo Papa e essa diferença torna-se ainda mais clara.

Liderar não é simplesmente fazer o que as pessoas querem, mas é proporcionar o que o público ou mercado (quando o líder atua junto ao mercado) querem quando assim for possível, para ganhar respaldo, apoio e simpatia para que na hora necessária, possa fazer o que precisa ser feito e muitas vezes desagrada as pessoas.

O Papa Francisco tem buscado aproximar a Igreja Católica das pessoas e do mundo moderno. Esta é uma estratégia que considero inteligente para assegurar e até mesmo aumentar o espaço que o catolicismo possui e torna-o uma religião de muita influência e prestígio em todo o mundo. Ao declarar que não cabia a ele julgar os homossexuais, Francisco "abre uma porta" e posiciona a Igreja Católica à frente de outras denominações, como amigável e compreensiva.

Claro que uma organização religiosa não é uma organização empresarial comum, tem nuances bastante específicas e seus líderes precisam conduzi-las em consonância com os princípios contidos na Bíblia, no Corão e similares. Ainda assim, Francisco procura respaldar suas ações e discursos também pelos princípios contidos no livro fundamental de sua religião.  

Assim agem os líderes: escutando as bases, congregando as pessoas rumo ao bem comum, buscando viabilizar o que é desejável e possível, indicando quando o desejado não é possível e sabendo diferenciar o possível do que não é possível. Sendo assim, o Papa Francisco é um líder de fato e a Igreja Católica "mandou muito bem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»