segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Quem pensa na indústria?

Hoje, li um artigo que foi publicado no jornal A TARDE, de Salvador, no último sábado, dia 06/09/2014, apresentando uma serie de fatores que prejudicam a competitividade das indústrias brasileiras, o setor secundário, que transforma as matérias primas em produtos e agrega valor, permitindo que o país acumule divisas e saia do modelo de produção agrário-exportador em que ainda estamos inseridos, no qual exportamos matérias-primas e importamos manufaturados.

Este setor tem um papel fundamental na economia de qualquer país (ate já escrevi sobre isso em outra ocasião), mas no caso do Brasil, infelizmente, alcançou-se uma situação na qual as empresas brasileiras não são competitivas como a abundância de recursos nos faz crer que deveriam ser, e os motivos são velhos conhecidos nossos: impostos elevados, burocracia em demasia para a abertura das empresas, precariedade da infra-estrutura, mão-de-obra com qualificação insuficiente, além dos altos custos de produção e o câmbio, que está mais favorável para importar e não para exportar produtos.

A este conjunto de fatores, chamam de "custo Brasil", ou seja, o custo acima do normal para produzir no Brasil, que segundo a mesma reportagem, chega a quase 34%, o que implica em graves limitações e empresas que produzem apenas para disputar o mercado interno, que claro, é importante e precisa ser atendido, mas não trazem divisas, nem melhoram o balanço de pagamentos e resultam em um mercado fechado, protecionista, anacrônico.  

E o pior disso tudo é que, com 11 candidatos à Presidência da República (número que acho exagerado e não contribui), ainda não tive notícia até agora de nenhuma proposta mais consistente para o setor industrial, para que o Brasil realmente industrialize-se, diversificando e qualificando sua geração de empregos e renda. Nenhum candidato vai apresentar abertamente uma proposta decente para a industrialização do país? Ou as propostas vão ficar nos subterrâneos dos "planos de governo"?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»