quarta-feira, 1 de maio de 2013

Criatividade: uma solução para todos os males

"A necessidade é a mãe de todas as invenções", assim disse o sábio filósofo grego Platão. O que ele quis dizer, ao menos podemos inferir, é que as soluções ou os avanços da humanidade nunca decorreram e nunca decorrerão do conforto. É preciso haver inquietude e insatisfação para que a mente humana seja estimulada a avaliar as situações e busque respostas para as coisas a afligem.

E nem sempre estaremos falando de algo imediato ou do tempo presente. O empresário americano Steve Jobs sempre antecipou tendências e com sua inquietude buscou no futuro as questões que afligiam sua mente e a estimulavam a propor respostas. Em sua biografia, escrita pelo jornalista Walter Isaacson, fica claro que o conceito de tablet já era pensado por Jobs desde os anos 80! E assim foi com tantas invenções: iPod, iPad, iPhone, etc... Ele nunca esperou a necessidade surgir, ele aparecia com a solução antes, e assim, criava a necessidade.

Este inconformismo ou inquietude com a normalidade das coisas se refletia em um dos slogans que a Apple, fundada por Jobs, em parceria com Steve Wozniak, adotou: "Think different" (Pense diferente), ou seja, a proposta  é a de evitar ser "mais do mesmo", o que requer uma habilidade muito desejada e muito valorizada: a criatividade.

Obter a criatividade é algo tão difícil que existem até disciplinas de pós-graduação que tratam da "Gestão da Criatividade". Até mesmo definir criatividade é uma tarefa complexa. Para tanto, fiz uma consulta à Wikipedia, que nos traz algumas definições, entre elas a de Torrance (1965): "criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, buscar soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados".

Outro ponto importante sobre a criatividade é que, por mais até que se suponha que ela requira ampla disponibilidade de recursos, nem sempre esta assertiva é verdadeira, e aliás, tendo em vista o pensamento de Platão que citamos anteriormente, quase nunca as soluções ou a criatividade virão da abundância e sim da escassez mesmo. Não é à toa que muitos definem a economia, que é uma ciência que em última análise estuda a alocação ou o uso dos recursos, como a "ciência da escassez".

E por fim, ainda nesta relação criatividade X escassez X necessidade, cito reportagem da Superinteressante, que diz: "Ideias criativas como essas estão nascendo cada vez mais nos chamados países emergentes. Deles têm saído iniciativas que inspiram seus colegas ricos, como EUA, Japão e europeus. É o que chamamos de inovação na base da pirâmide, ou seja, inovação gerada pelos mais pobres. Primeiro as pessoas introduzem uma ideia para solucionar desafios do cotidiano. O produto é então vendido no mercado interno, ganha escala e acaba exportado".Daí é que sugere-se que a criatividade é uma bela solução para todos os males.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»