terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Os verdadeiros Direitos Humanos

O tema Direitos Humanos costuma ser bastante polêmico e suscita muitas, e acaloradas, discussões, afinal, muitas vezes o que está envolvido é o direito à vida. Alguém que entra em uma residência, agride, estupra e  mata tem mesmo direito a alguma coisa além de um julgamento justo? E as vítimas? Não teriam elas direitos prevalentes que foram desrespeitados?

Mas e quando estamos falando de algo mais abrangente? Que envolve milhões de pessoas? Quando outros Direitos Humanos são vilipendiados por quem deveria garanti-los, a sociedade e o Estado, como deveríamos nos portar? Nós, normalmente, e de forma geral, nos portamos da seguinte maneira: nos revoltamos e falamos mal dos políticos, depois ficamos bem com nossas consciências e seguimos em frente, muitas vezes votando naqueles mesmos que criticamos. Nossa memória é curta.

Você sabia que, segundo o último censo do IBGE, em torno de 111 milhões de brasileiros tem algum tipo de carência social? Estamos falando de quase 60% da população do país! 32% dos brasileiros não tem acesso a serviços básicos como água, esgoto, coleta de lixo e energia elétrica, e em algumas cidades, este percentual é bem maior. São número que revoltam e deveriam resultar nas profundas mudanças que o voto consciente pode proporcionar.

Poucos comentam, mas o Brasil está em plena "guerra civil", ou será que 50.000 homicídios anuais não são números típicos de uma guerra? Entretanto, o mesmo Brasil da "guerra" de 50.000 assassinatos anuais é o país em que trabalhamos quase metade do ano só para pagar os impostos, muitos destes recursos, alegam os governantes, se destinam para melhorar a segurança (?). 

Reclamar dos políticos é muito pouco, pois ele são, em última instância, apenas uma amostragem da sociedade, ou seja, desta sociedade com quase 25% de analfabetos, e ainda assim considerando-se aquele conceito ridículo de alfabetização como simplesmente saber assinar o próprio nome e ler, ou na verdade, juntar letras, pois muitos apenas reproduzem o que está escrito, mas não entendem de fato. É muito incômodo fazer esta constatação, mas aqueles políticos nos representam, ou pior ainda, somos nós que estamos ali.

Quer saber sobre mais direitos humanos que são desrespeitados no Brasil sem a menor cerimônia a cada vez que votamos nos políticos errados? Veja este link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»