quarta-feira, 27 de novembro de 2013

A montanha russa da SELIC

Pela sexta vez consecutiva as autoridades monetárias decidem por aumentar a taxa básica de juros da economia brasileira, a SELIC. Isto significa, em linhas gerais, que há um excesso de consumo representado pela abundância de liquidez ou excessiva circulação de moeda na economia brasileira, o que implica na alta generalizada dos preços, a conhecida inflação, porque há mais demanda do que oferta de bens.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Simplicidade é tudo: a mudança de Platini.

Estamos em um ano que antecede mais uma edição da Copa do Mundo, neste caso, a 20ª, a ser realizada no Brasil em 2014. Este evento, que tem mais de 80 anos de existência, acontecendo a cada 4 anos, tornou-se apaixonante pelas emoções que o futebol provoca e também por ser um evento curto, que dura em torno de 30 dias. 

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Intermediação Financeira: a economia também depende disso.

A economia de qualquer país precisa de instrumentos para que sua atividade aumente cada vez mais, e consequentemente, contribua para a melhoria das condições de vida de seu povo. Um destes instrumentos é a isenção de determinados impostos, que de alguma forma ajudam a diminuir o preço dos produtos e aumentam o consumo, e por outra via, aumentam a arrecadação do setor público.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Brasil X Cuba: médicos em guerra!

A polêmica que se criou em torno do programa "Mais Médicos", e mais especificamente a respeito da vinda dos médicos cubanos, evidencia ainda mais o quanto são sérias as mazelas da saúde no Brasil e o quanto de política envolve a causa dos problemas no setor, senão vejamos:

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A ideologia como um mero rótulo

Uma estratégia comum nas discussões políticas é a de utilizar uma posição ideológica como rótulo negativo ao oponente e insistir na alegação sempre que possível. Um dos objetivos é fazer o oponente perder tempo e oportunidades se defendendo das "acusações", ao invés de apresentar suas ideias. O outro objetivo é efetivamente desqualificar sua posição.

sábado, 22 de junho de 2013

Algumas considerações sobre os protestos no Brasil

O grande assunto do momento, aquele que vem ocupando as mentes dos brasileiros, é sem dúvida a onda de protestos que alcançou as capitais e outras tantas cidades brasileiras. O principal motivo de tanta celeuma é que como são muitas e de diferentes razões as reivindicações, todas estão aflorando e formando uma imensa massa de manifestantes, em um movimento há muito esperado e que atenda a necessidade de dar voz ao povo.

sábado, 8 de junho de 2013

Santos e Neymar: uma aula de estratégia e planejamento

Nos últimos dias, um dos assuntos mais comentados foi a milionária transferência do atacante Neymar, do Santos, clube que defendeu nos últimos 9 anos, para o poderoso Barcelona, da Espanha. Diversos aspectos foram discutidos pela imprensa, especialistas e amigos em mesa de bar, desde a capacidade técnica, passando pela diferença tática entre os dois clubes e respectivos países, chegando até mesmo à sua vida pessoal.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Porque a democracia incomoda tanto?

Muammar Khadafi, Fidel Castro, Adolf Hitler, Augusto Pinochet, Pol Pot, Idi Amin e Saddam Hussein. O que estes nomes tem em comum? Além do fato de terem governado seus respectivos países por anos a fio, estes homens nunca mostraram muito apreço pela democracia, independentemente de qualquer posicionamento ideológico, e sempre adotaram ações com o interesse de solapar a democracia, impedindo-a de florescer ou de ser restaurada.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Criatividade: uma solução para todos os males

"A necessidade é a mãe de todas as invenções", assim disse o sábio filósofo grego Platão. O que ele quis dizer, ao menos podemos inferir, é que as soluções ou os avanços da humanidade nunca decorreram e nunca decorrerão do conforto. É preciso haver inquietude e insatisfação para que a mente humana seja estimulada a avaliar as situações e busque respostas para as coisas a afligem.

sábado, 27 de abril de 2013

Maioridade penal: reduzir para o bem de todos

Um dos temas mais discutidos no Brasil é a maioridade penal, mas tão somente quando algum menor de idade comete crimes hediondos, como o que aconteceu com Victor Hugo Deppman, de 19 anos, vítima de latrocínio praticado por um adolescente que estava a apenas 3 dias de completar 18 anos, isto é, ainda dentro da "zona de conforto" estabelecida pelo Código Penal de 1940, ou seja, de uma legislação com mais de 70 anos em vigor.

sábado, 30 de março de 2013

A praga do sub-jornalismo

Um dos setores mais importantes de uma sociedade é a imprensa. Ela representa, de certa forma, um poder, ou a chamada opinião pública, podendo amplificar a opinião das massas ou promover um debate amplo e fazer a sociedade refletir. Isso tudo faz da atividade da imprensa, uma responsabilidade gigantesca, e que portanto, exige sabedoria e discernimento.

terça-feira, 26 de março de 2013

Vender ou passar valores?

Uma propaganda que visa vender um produto precisa passar valores? É válido usar qualquer mote para que uma propaganda seja bem-sucedida e ajude o produto a vender mais? Estas são perguntas que me faço ao ver na TV certas propagandas. O capitalismo tem nos mostrado que a diferenciação é um bom caminho para vender mais e aumentar a o lucro das empresas e aí entram os profissionais de marketing e propaganda testam todos os recursos possíveis.

sábado, 9 de março de 2013

O que a falta de liderança provoca...

Na próxima terça-feira, dia 12/03/2013, a Igreja Católica Apostólica Romana, que conta com aproximadamente 1,2 bilhões de fiéis, iniciará mais um conclave, desta vez para substituir o Papa Emérito Bento XVI, que não faleceu, mas sim renunciou ao posto para o qual fora eleito em 2005, em um fato que não acontecia há 600 anos. Esta renúncia levou muitos a analisar os motivos apresentados e outras situações relacionadas, para que sejam tiradas algumas lições.

Para mim, a principal de todas as lições que pode ser tirada, é uma que sempre é discutida nas faculdades de Administração, ou seja, a de que incumbir alguém com um perfil altamente técnico ou acadêmico para uma função de gestão provavelmente vai resultar em perda do controle ou da administração, ainda mais para alguém como Joseph Ratzinger, que já declarou abertamente não ter aptidões administrativas ou organizacionais.

Quem lembra o que era dito quando Ratzinger assumiu o papado e faz um comparativo com o que espera o novo Papa, percebe que os desafios são rigorosamente os mesmos: decréscimo no número de fiéis, a necessidade de discutir questões como celibato, ordenação de mulheres, o uso de preservativos, as relações homossexuais, o combate à pedofilia dentro da Igreja, a corrupção e as lutas pelo poder. Além de tudo, um novo problema: o vazamento de informações e de relatórios confidenciais, o chamado Vatileaks, enfim, um conjunto de problemas típicos da falta de enfrentamento dos problemas.

Que a Igreja, desta vez, possa efetivamente escolher um verdadeiro líder, com pulso e liderança suficientes para enfrentar os problemas de frente, entendendo que mesmo tendo características e objetivos próprios, a Igreja é uma organização e como tal precisa não só ser pensada em termos filosóficos, mas também de forma pragmática. A falta de liderança já foi experimentada e os resultados, conhecidos.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

A cultura da complacência

Quem acompanha futebol (e quem não acompanha também) ficou chocado com a morte estúpida do jovem boliviano Kevin Espada, de 14 anos, no jogo San José (Bolívia) X Corinthians, na cidade de Oruro, pela Taça Libertadores da América. A morte ocorreu após o mesmo ter sido atingido no olho por um sinalizador disparado por um torcedor do Corinthians, menor de idade.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Petrobras ou Petrobronca?

O que realmente acontece nos bastidores da Petrobras? As questões gerenciais, provavelmente, são as que influenciam mais nos resultados financeiros cada vez menos fabulosos da maior empresa brasileira, a ponto de a mesma ter registrado lucro de US$ 21,1 bilhões em 2012, ou seja, o seu menor lucro anual desde 2004, mesmo que o resultado do quarto trimestre tenha sido 53% superior ao do mesmo período em 2011.

Pesam aspectos técnicos, amplamente divulgados como incapacidade de atender à demanda por gasolina, o que força a importação, em valores mais caros do que os cobrados aqui, mas o que não se comenta são acusações contra a gestão anterior, que SE confirmadas são provavelmente muito mais impactantes do que as razões de ordem técnica e mercadológica a que se atribuem a perda de rentabilidade. As acusações são comuns a diversas estatais e normalmente se confirmam: trata-se da interferência político-partidária que os órgãos sofrem, muitas vezes subjugando as questões técnicas, que deveriam efetivamente prevalecer.

A preocupação do mercado com a Petrobras vai além de patriotismo ou mero oportunismo, mas sim porque estamos falando de uma empresa de um setor estratégico (energia), no qual as oscilações dos preços de seus produtos interferem sobremaneira na economia, já que são insumos fundamentais ao consumo, à produção e aos investimentos. A Petrobras não pode virar uma Petrobronca.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Os verdadeiros Direitos Humanos

O tema Direitos Humanos costuma ser bastante polêmico e suscita muitas, e acaloradas, discussões, afinal, muitas vezes o que está envolvido é o direito à vida. Alguém que entra em uma residência, agride, estupra e  mata tem mesmo direito a alguma coisa além de um julgamento justo? E as vítimas? Não teriam elas direitos prevalentes que foram desrespeitados?

«« LOCALIZAR »»