domingo, 16 de setembro de 2012

Investir em educação é evitar desperdícios.

É de impressionar a quantidade de recursos desperdiçados pelo Brasil, e falo aqui de todo tipo de recursos, inclusive humanos. Quem puder, clique aqui e veja que aproximadamente 20% dos brasileiros com idades entre 18 e 25 anos não estuda, nem trabalha, nem está procurando emprego. É um contingente de mais de 5 milhões de pessoas nesta situação. 

Esta situação decorre, conforme dito na própria reportagem, de uma falha estrutural na formação da mão-de-obra, afinal hoje em dia há cada vez mais exigências e há muitos postos de trabalho desocupados, mas que exigem qualificação e há este contingente disponível, só que sem qualificação, ou seja, a equação não fecha e só há um "x" que pode significar uma resposta: EDUCAÇÃO.

Os motivos para tal desinvestimento são os mais diversos, desde a já sabida e comentada falta de vontade política em que a população seja majoritariamente bem-educada e preparada, até questões de cunho individual, como a de um jovem que pensa ser o "novo Messi" e negligencia a educação.  Assim, temos uma enorme evasão escolar, e uma gigantesca falta de oportunidades para os que não sucumbem à evasão, pois não receberam educação com a qualidade necessária.

Outro fator que chama a atenção é a predominância de mulheres dentro deste contingente, o que mais uma vez confirma que nossa sociedade ainda é machista e distante daquelas mais desenvolvidas, já que ainda permitimos o desperdício de uma mão-de-obra que equivale a pouco mais de 5% da população total do país e com certeza, se bem aproveitada e preparada, nos permitiria ter um crescimento do PIB maior do que os ridículos 2% ou 3% anuais que conseguimos hoje e sequer igualam a inflação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»