domingo, 26 de agosto de 2012

A internet e a destruição criativa

A internet é mesmo uma fonte inesgotável de oportunidades, incluindo-se algumas que são inusitadas ou absolutamente inesperadas, e desta forma, muitas pessoas (principalmente jovens com menos de 25 anos), vem ganhando muito dinheiro.

Quem tem perfil no Facebook, provavelmente já teve a oportunidade de rir com as respostas "desaforadas" (e engraçadas) de Gina Indelicada, a versão mal-humorada da loira Gina que estampa as famosas caixas de palitos da marca de mesmo nome. O que era tão somente uma brincadeira de universitários, sem maiores pretensões, que até poderia lhes ter rendido um processo por uso indevido de imagem, se tornou uma lucrativa iniciativa (clique aqui).  

O aspecto mais interessante de toda esta situação é que esta oportunidade de negócio se deu dentro do Facebook, que tornou bilionário o seu criador, Mark Zuckerberg, ou seja, é um jovem que se tornou rico através da internet dando oportunidades de negócios (ainda que involuntariamente, neste caso) a outros jovens. 

O potencial econômico da internet, para mim, é uma representação concreta do que o economista Joseph Schumpeter (1883-1950) definia como "destruição criativa", pois as novidades surgem muito rápido, em ondas violentas e não raro desaparecem também muito rápido, pois outras novidades surgem em seus lugares. Por exemplo, quem se lembra do site de busca "Cadê?", ou quem se lembra do site de jogos "Fulano"? Alguns anos atrás, a rede social da moda era o Orkut, que está quase abandonado atualmente, trocado pelo Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»