quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Danem-se os seus direitos...

Defender seus interesses individuais acima de quaisquer outros e defender seus interesses individuais sem medir as consequências. Estes são os "princípios" que norteiam nossa sociedade atualmente e que se refletem nas mais diversas manifestações. Aqui na Bahia, a Polícia Militar encontra-se parcialmente paralisada,
com óbvios e nefastos efeitos na capital e no interior: agências bancárias metralhadas, mortes, arrastões, comércio, educação, transporte e outros setores paralisados. Enfim, o caos reina, assim como já havia acontecido em 2001, mas com um agravante, que é o fato de que mais gente sabe como pode se aproveitar de uma situação destas.

Nos últimos dias de 2011, o Ceará também passou pela mesma situação, mas com uma dose a mais de gravidade, já que era muito próximo à noite de revéillon e ao mesmo tempo, PMs e Bombeiros cruzaram os braços, com os mesmos transtornos.

E onde entra a defesa descabida de interesses individuais? Entra no momento em que os militares decidem, em nome de seus direitos (que fique claro, eu os reconheço!), paralisar suas atividades sem o atendimento do percentual mínimo de homens em serviço, o que é inconstitucional, irresponsável e injusto com a sociedade que paga os impostos. Além disto, os governos estaduais defendem seus próprios interesses e simplesmente ignoram a necessidade de URGÊNCIA das negociações salariais e de direitos com estas classes. Com saúde, segurança e educação não se brinca! Estes serviços não podem ser simplesmente negligenciados, as soluções precisam ser imediatas.

O fato é que no meio desta greve e de tantas outras, há tentativas de tornar o outro lado refém de seus interesses, disputas de força, disputas pelo poder, e que estas disputas se sobrepõem aos interesses coletivos, ignorando quaisquer resquícios de civismo, coletividade, ordem (aquela mesma, que certos setores partidários tanto desprezam) e decência. A irresponsabilidade impera e com ela, vem a desordem e o regresso e danem-se os seus direitos...

Um comentário:

  1. A Bahia tem território extenso, se comparada ao Rio, ou até mesmo São Paulo, por este motivo, necessita de mais recursos para sua segurança. Sendo segurança obrigação de governo, estadual e federal, caberia ao governador, se não tem recursos suficientes, pleitear recursos junto ao governo federal, para dar segurança ao povo.
    Que haja desejo por melhores salários dos policiais, é natural; o que não se pode suportar é que eles cometam atos semelhantes ao de terroristas, para prejudicar a população.

    ResponderExcluir

«« LOCALIZAR »»