terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Estado deve socorrer empresas privadas?

Caros,

Há uma intensa discussão na economia, que sempre volta a acontecer em épocas de crise. Foi assim em crises anteriores, foi assim em 2008, está sendo novamente assim em 2011: a discussão é sobre o fato de que alguns estados adotaram medidas econômicas que salvaram grandes e
mpresas nestes momentos críticos.

Dois pensamentos são confrontados nesta discussão, sendo que o primeiro é o de que o estado não foi criado para atender interesses privados, e que portanto, mesmo em crise, mesmo sob a ameaça de que empregos sejam perdidos, o estado não deve interferir. Quem defende este pensamento, normalmente defende teses socialistas. O segundo pensamento é inverso ao primeiro e defende a atuação do estado para salvar empresas nestes períodos, sob a alegação de que o estado aumenta suas arrecadações nas épocas de bonança, exatamente através do aumento dos lucros das empresas, e que portanto, o estado não pode "tirar o braço da seringa" quando chamado a colaborar. Este pensamento é defendido por pessoas com pensamento liberal.

Diante desta discussão, tomo partido por um terceiro pensamento, que vem se confirmando, de que nos momentos de bonança o estado tem que ser liberal e não intervir tanto, permitindo que as empresas se desenvolvam, e ser intervencionista nas crises, para manter a economia funcionando sempre acima de um "nível mínimo de segurança". Seria isto aproveitar-se do Estado? De jeito nenhum, afinal o estado se beneficia do aumento dos lucros das empresas, age como um "sócio", indesejável, que faz suas retiradas regularmente seja o momento pertinente ou não, que contribui com muito pouco ou nada. Sendo assim, o estado não pode simplesmente assistir a degradação de sua própria economia, de seu próprio sustento. É preciso intervir e nestes casos, submeter as empresas a seus parâmetros, afinal, quando estas chegam a apelar ao estado é porque foram ineficientes.

Até mais, pessoal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»