sábado, 25 de dezembro de 2010

Apertem os cintos: o crédito sumiu!!!!!

Uma decisão tomada pelo Banco Central, muito importante, foi divulgada pela mídia durante alguns dias deste mês de Dezembro, mas logo foi esquecida, provavelmente para não diminuir o clima de "Natal que vai bater todos os recordes de vendas" e dar uma força para que a Presidente eleita, Dilma Rousseff, possa assumir seu mandato sem ter de arcar com o ônus. Trata-se de um pacote de medidas
que modificam as bases do acesso ao crédito, priorizando o crédito de longo prazo, aquele destinado a investimentos empresariais, o que interfere (negativamente) especialmente na compra de veículos e mais especialmente ainda se a compra for sem entrada.

Entretanto, até certo ponto era fácil prever que mais cedo ou mais tarde, isto teria de ocorrer, afinal, havia questionamentos, pertinentes, a respeito da permissividade com que se financiava a compra de veículos, com prazos que chegaram a até 100 meses! O pior é que este nível de comprometimento de renda, este nível de endividamento, inviabilizou em alguns casos até a manutenção destes veículos e pode ter elevado a inadimplência.

Este tipo de situação revela ainda outra face do comportmento do consumidor brasileiro, que é o baixo nível de educação financeira (sugiro visitar o blog ENRIQUECIMENTO TOTAL) e o desconhecimento de aspectos fundamentais para ter uma boa saúde financeira.

O crédito, como eu sempre digo nos cursos que ministro sobre Análise de Risco de Crédito, é um dos "motores" do desenvolvimento econômico de qualquer país. A possibilidade de adiantar a aquisição de bens ou a  implantação/modernizaação de projetos empresariais, mediante recursos de terceiros (com juros, é claro), é uma forma, em linhas gerais, de dar dinamismo à economia e circulação à moeda, formando o efeito multiplicador da renda, conforme os preceitos de John Maynard Keynes.

Desta forma, o que o Governo está fazendo é: preservar um instrumento de promoção de desenvolvimento econômico e impedir que um surto generalizado de inadimplência (longe de gerar um subprime brasileiro) que prejudique aqueles que concedem este crédito, pois mais importante que simplesmente vender é receber.

Felicidades a todos, Feliz Natal e um Próspero 2011!!!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

«« LOCALIZAR »»